Lifestyle

As voltas que a vida dá

  • Março 18, 2019

Há uns bons tempos que me sinto diferente. Aliás, estou diferente. As minhas pessoas dizem-me que estou mais desenrascada, e a verdade é que agora estou mais disposta a arriscar e a fazer coisas. A sair da minha zona de conforto, a experimentar coisas novas e que fui adiando por medo, como fazer a minha tão desejada tatuagem. Mas, acima de tudo, sinto-me mais independente: não estou presa a uma relação codependente. Sou a Cris e não a “namorada de…” ou a “filha de…”.

Claro que muito se passou até chegar aqui. Fui do Algarve para Abrantes, criei o blog, depois mudei-me de Abrantes para Beja. Sete anos depois, estou a viver o meu sonho. Uma relação, dois empregos e quatro casas depois, estou em Lisboa, em Benfica, na casa que gostaria de ter comprado para mim.

Já vos falei aqui da minha cruzada para encontrar uma casa confortável, uma casa minha, certo? Desde colegas de casa com quem não era compatível, a pragas com ratos, senhorias que não me deixam tomar banho/usar a máquina de roupa/telefonar à vontade… todas essas experiências, tão desesperantes na altura, foram o que deu força e garra para procurar outra solução.

Mas também me deram experiência noutra casa. Hoje, posso dizer que sou quase uma perita em mudanças de casa. Do Algarve para o Alentejo, do Alentejo para Lisboa e de Lisboa para… Lisboa vezes quatro. Fazer mudanças em Lisboa, pelo menos no centro, é quase tão caótico como mudar de cidade. Não faço ideia como será fazer mudanças no Porto, mas acredito que não seja tão complicado.

Só houve uma casa que nunca mudou, e que permanece há quase 8 anos: o blog. Independentemente da cidade ou da casa, tive sempre uma paixão a que me agarrar. Claro que o blog sofreu as suas mudanças – eu fui crescendo e amadurecendo, o blog também.

Quando olho para trás, os primeiros posts parecem-me tão simples, mas foi assim que tudo começou. Quem diria que o meu “hobbie” se iria tornar num trabalho em si, e que me iria abrir as portas para trabalhar no mundo do Marketing Digital? Pois é, ninguém sabe as voltas (ou das mudanças) que a vida dá. Agarrem todas as oportunidades, abracem a mudança! Mudar e fazer melhor, é aquilo que levamos daqui.

No Comments Found

Leave a Reply